Ecoações

instalação de Acácio de Carvalho e Selma Pereira

A instalação foi apresentada na Bienal de V. N. Cerveira de 2015, apresentada no colóquio Conceitos e dispositivos de criação em artes performativas, em Coimbra, e na EPCGI 2016 – Encontro Português de Computação Gráfica e Interação, na Covilhã [comunicação ” Ecoações: Uma instalação de Media Arte” publicada em 2016 23 Encontro Português de Computação Gráfica e Interação (EPCGI)].

 

Ecoações explora as relações entre as tradições e os media digitais como expressão patrimonial. A Instalação, espaço de representação teatral, cenográfico e composto por escultura têxtil, cerâmica, soundscape e projecção de vídeo.

Apresentado na Bienal de Cerveira 2015, o conceito de Ecoações surgiu da vontade de se unir as tradições algarvias, nas áreas dos têxteis tradicionais, da olaria regional, dos costumes e dos sons característicos da região, às potencialidades da media arte digital.

A instalação, enquanto espaço cénico pressupõe no seu conjunto a teatralidade de uma narrativa visual, auditiva e táctil perante os vários sentidos do que é a tradição.

Em Ecoações, o espaço cénico convida os espectadores a imergir na temática. O soundscape, os qr-codes e os vídeos projetados trazem uma nova dimensão ao património e tradições abordadas, conferindo-lhes uma estética contemporânea, proporcionando uma experiência interativa ao público, ao mesmo tempo que lhes fornece mais informações acerca do tema.